Capítulo 1

Deserto

Vezder atravessou com sucesso para um novo mundo!

Seu pequeno fragmento da alma atravessou a luz branca e chegou a um enorme deserto onde não havia fim mas Vezder não teve tempo para prestar atenção pois algo incrível aconteceu.

Uma poderosa energia invisível cercou alma, fazendo ela crescer rapidamente ao formato de seu corpo, carne e sangue começaram a crescer em volta da alma, como um poderoso escudo que não deixara seu dono se ferir.

Embora pareça muito com seu corpo anterior, houve grandes mudanças, o anterior corpo tinha o mínimo de contato com sua alma, agora os dois estão ligados como um, o antigo armazenamento de energia abaixo de seu umbigo sumiu, e no centro do seu cérebro surgiu um novo armazenamento, muito menor do que um grão de arroz, mas dentro dele havia um enorme espaço, capaz de armazenar centenas de milhares oceanos de estrelas.

Cabelo curto e preto, olhos pretos, pele morena, músculos e pele fortes como metais e ossos como diamantes— esse era o atual corpo de Vezder, uma máquina feita para lutas.

Embora seu corpo parecia estar perto de atingir uma força divina, ele estava muito debilitado, logo após a total reconstrução de seu corpo, acabou desmaiando na areia quente.

. . . . .

Makun! Olhe este cara! Tão patético, jogado na areia e ainda pelado, hahah! — Foi o que disse uma mulher ruiva vestida rusticamente com peles de animal enquanto cutucava Vezder com sua lança.

Hahaha, Miziri, vamos pegar ele e levar para a aldeia, hoje está muito estranho, ainda é ao meio do dia mas já está começando a congelar, esse cara vai se transformar em uma estátua daqui a pouco. — O homem que respondeu a Miziri tinha cabelos pretos e por volta de 2 metros de altura.

Eu? Eu não, pegue você! — Miziri saiu correndo no deserto como se estivesse brincando.

Suspiro, você não tem jeito. — Makun pegou Vezder nos ombros, parecia até uma criança sendo carregada por um adulto.

Os dois passaram por vastas dunas e encontraram vários animais ferozes, alguns do primeiro grau, onde eles eram capazes de lutar, até mesmo do segundo e terceiro grau, onde tiveram que fugir com suas vidas na linha, mas ainda bem que eram raros. Após muito tempo, embora ainda estavam no final do dia, o sol já se pôs a muito tempo e o frio dominou o deserto, até mesmo neve estava se acumulando, eles chegaram a sua vila.

Sua vila não era um lugar tão grande, mas também não era pequeno, sua população era cerca de dez mil pessoas. Os guardas em cima dos muros de pedra e madeira viram os dois chegarem carregando um estranho.

Makun! Miziri! Parece que encontraram algo novo hoje!

Lamar! Abra o portão logo! Essa neve é tão irritante! — Disse Miziri que tinha o corpo com neve quase até os joelhos.

Haha, tudo bem, tudo bem, já estou indo.

Após algum momento de espera o portão se abriu.

Creaaak~~

Eles entraram rapidamente, com medo de animais ferozes tenteassem entrar.

Tunn~~ O portão se fechou.

Lamar e outros homens estavam ao redor de Makun e Miziri com curiosidade pelo homem que Makun estava carregando, com curiosidade, Lamar disse:

O que é isso? Um escravo para nós? Um prisioneiro?

Talvez — Disse Miziri balançando os ombros.

Nós o encontramos assim no deserto, ele já está desmaiado há cerca de quatro horas, eu o levarei para o chefe. — Após a curta conversa, Miziri se separou de Makun enquanto ele começou a caminhar até o centro da vila.

Não demorou muito tempo chegar lá, no centro da vila havia uma casa feita de pedra, embora rústica, melhor e maior do que as em toda a vila. Makun bateu na porta de madeira, esperando ser atendido.

A porta se abriu, revelando um homem maior que Makun, era de meia idade, tinha um cabelo e barba ruiva, e exalava um sentimento selvagem.

Makun, onde está Miziri? E quem é este homem. — Disse o homem.

Pai, Miziri saiu para algum lugar para se divertir após chegarmos, e este homem, nós o encontramos desmaiado no deserto.

Oh, traga ele para dentro, vamos ver de onde veio.

. . . . .

Após mais três horas, Vezder finalmente despertou, atordoado, não vendo um deserto como viu quando chegou a este mundo, mas um quarto rústico, mas confortável.

Onde estou? — Perguntou para si.

Você está na tribo Areia Azul, quem é você estrangeiro? — Perguntou o homem de antes.

O que?! — Vezder levou um susto, ele não conseguiu perceber que outra pessoa estava ao seu lado até ele falar. Ele tentou juntar sua energia azul, mas percebeu que não havia a menor energia em seu corpo, até mesmo seu armazenamento sumiu.

Hum? Você vai fazer eu esperar quanto tempo? — O homem franziu o cenho, falando com mais intensidade.

Percebendo que estava em uma desvantagem, Vezder logo se acalmou e começou a dizer:

Sinto muito ancião, meu nome é Vezder e eu vim de outro mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s